Livros

Eduarda Vidal


MGFamiliar . - Sunday, October 10, 2010

Outras leituras: “O Principezinho” por Antoine Saint-Exupéry, Editorial Presença

Sem dúvida o Principezinho...ou “Le Petit Prince”...de Saint Exupery, leitura obrigatória nas aulas de francês do meu 2º ano no Colégio do Rosário...Confesso que não percebi nada na altura... Elefantes dentro de chapéus, cobras que comiam elefantes...adultos que não tinham sido crianças, ovelhas dentro de caixas e que comiam embondeiros...

Enfim! Um livro mágico, que me “faz” relê-lo de vez em quando...Está sempre ali, bem pertinho... Sempre que o releio, apreendo novas coisas...Ainda há poucos dias o utilizei para uma apresentação sobre atendimento de Excelência...

O livro conta-nos a experiência vivida por um piloto, o próprio autor do livro, que em pleno deserto do Sahara, enquanto tentava concertar o motor do avião que se tinha despenhado, encontrou um menino, que vivia num pequeno asteróide sem nome, mas com número e com 3 vulcões miniatura e uma rosa muito bonita!

Ao lermos este livro, é como se estivéssemos lá, a acompanhar o principezinho nas suas viagens por vários planetas à procura de um amigo, à procura de explicações simples de coisas simples!

Este menino ensina-nos o que realmente conta nesta vida: a amizade, a lealdade, a dedicação, os sentimentos!

Apesar de ser um livro da literatura clássica infantil, pode e deve ser lido em qualquer idade, pois conta-nos um segredo:  “As coisas importantes são muitas vezes invisíveis aos olhos, só com o coração é que podemos vê-las.”

Leituras médicas: “Seis minutos para o doente” de Enid Balint e J. S. Norel, Climepsi Editores, 1998

Vários são os livros relacionados com a Medicina, que tenho sempre à mão. Há sempre algo que preciso de consultar para que as pessoas que me procuram permaneçam por mais tempo possível saudáveis.

E assim tenho sempre à mão: "Occupational and Environmental Medicine" de Joseph Ladou, Apleton and Lange, Medical book, para determinar como o trabalho, a exposição a determinados poluentes interferem com a saúde e bem-estar das pessoas, como desencadeiam ou provocam determinados problemas.

Tenho as Oito evidencias clinicas de 2009, relevantes para os Cuidados primários, da APMCG, revista pelo Professor Vaz Carneiro da FML, para saber se de facto o que estou a fazer está certo ou o faço de modo empírico ou porque me disseram para o fazer, Current Medical Diagnosis and Treatment, Lange 2009, porque é um tratado...

No entanto ,há um livro que recordo sempre e que me tem ajudado no meu dia-a-dia, na minha relação “médico-doente”, principalmente nos “casos difíceis. “ Seis minutos para o doente” de Enid Balint e J. S. Norel. Este livro coloca em evidência as interacções na consulta de Medicina Geral e Familiar.

Dá importância ao tipo de entrevista: a que nos reduz na procura de um diagnóstico orientado na doença à boa maneira tradicional, a entrevista orientada para o doente e a entrevista orientada para a pessoa com toda a sua envolvência.

Os autores insistem na formulação de um diagnóstico global, que dá uma visão do estado médico e emocional da pessoa, das relações consigo próprio e com os outros.

Em média, as nossas consultas têm 15 minutos, mas quanto tempo de facto temos para a pessoa que está à nossa frente? Que consegue transmitir de si próprio? Que podemos nós médicos apreender durante o tempo que de facto estamos com as pessoas que confiam em nós?

... ”Listen the patient, he is telling you the diagnosis”

Comments
Post has no comments.

Post a Comment




Captcha Image