Livros

Luís Monteiro


MGFamiliar . - Tuesday, January 24, 2012

Leituras médicas: "Como tornar-se doente mental" de Prof J.L. Pio de Abreu, editora D. Quixote

O sugestivo título "Como tornar-se doente mental" marca o tom que o Prof. Pio de Abreu imprime neste livro: análise da psicopatologia através de crítica assertiva temperada com uma boa dose de humor.

Subvertendo a lógica dos inúmeros livros de auto ajuda, este best seller (actualmente na sua 20a edição) ensina ao leitor quais os passos a tomar para atingir algumas das mais relevantes doenças mentais.

Apesar de ser, fundamentalmente, dirigido para um público generalista este livro tem o seu lugar na biblioteca do especialista em Medicina Geral e Familiar.

A sua leitura permite uma breve revisão de alguns dos critérios da 4a versão da "Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders" (DSM IV) e levanta algumas questões pertinentes sobre, nomeadamente, a variabilidade dos designados saudáveis.

Este Prémio Città delle Rose é uma excelente ferramenta para o trabalho de qualidade em saúde mental no contexto dos Cuidados de Saúde Primários.

Comments
Post has no comments.

Post a Comment




Captcha Image

Luís Monteiro


MGFamiliar ® - Monday, December 03, 2012

“A Crise, a Família e a Crise da Família”, de Mónica Leal da Silva da Fundação Francisco Manuel dos Santos, 2012


 

O trigésimo ensaio da Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS) intitula-se “A Crise, a Família e a Crise da Família” e pretende ser “uma reflexão ética sobre a família e o trabalho”.

Mónica Leal da Silva é licenciada em Línguas e Literaturas Modernas na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, e ensina actualmente na Universidade Estadual do Michigan nas áreas de literatura infantil, escrita criativa, e língua portuguesa.

A experiência da autora como professora, mulher, mãe e cidadã, deste e do outro lado do Atlântico, constitui uma das mais-valias do livro.

De facto, Mónica Leal da Silva aborda de forma assertiva alguns dos dilemas actuais da sociedade lusa e norte-americana tais como a taxa de natalidade, o equilíbrio instável entre trabalho e vida familiar e o sistema educativo.

De todos os temas abordados ao longo das quase cem páginas saliento o terceiro capítulo em que se aborda o desafio que é cuidar dos “novos velhos muito velhos”. Tendo em conta dois excelentes documentários da PBS (Living Old e Caring for your parents) a escritora, para além de identificar o problema demográfico evidente, sugere soluções que passam por integrar os idosos, sempre que possível, na sua família e comunidade ouvindo e respeitando as opções de cada um e prevenindo o burn out dos cuidadores.

Dada a sua pertinência e actualidade este ensaio da FFMS constitui uma excelente sugestão de leitura para o Médico de Família actual.

                                                                                                                             Luís Monteiro

                                                                              http://pt.linkedin.com/in/luismiguelmonteiro

Comments
Post has no comments.

Post a Comment




Captcha Image

Luís Monteiro


MGFamiliar ® - Monday, August 26, 2013

“Competências Clínicas de Comunicação”, de Prof. Doutor Rui Mota Cardoso, edição da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, 2013

 


 

Sinopse: Coordenado por Rui Mota Cardoso, Professor Catedrático da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, o livro “Competências Clínicas de Comunicação” encontra-se organizado em três secções distintas da entrevista clínica: passo a passo, competências especiais e situações específicas. A obra, editada pela Unidade de Psicologia Médica do Departamento de Neurociências Clínicas e Saúde Mental da FMUP, com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian, reúne uma vasta equipa de autores que abordam a teoria de cada aspecto da comunicação clínica finalizando cada capítulo com um exemplo clínico comentado.

 

Comentário:. A formação durante o internato de medicina geral e familiar, bem como a bibliografia já publicada, evidenciam o destaque que a aquisição e desenvolvimento de competências clínicas de comunicação tem na nossa comunidade clínica e académica

Esta obra veio completar a minha sempre inacabada biblioteca médica, fomentar alterações na minha consulta e reforçar outras estratégias já implementadas.

Comments
Marta commented on 27-Aug-2013 12:39 AM
Onde adquirir?
Obrigada.
Luís Monteiro commented on 08-Sep-2013 02:27 PM
Mais informação em
http://sigarra.up.pt/fmup/pt/NOTICIAS_GERAL.ver_noticia?p_nr=3294
Joana Silva Monteiro commented on 10-Sep-2013 01:34 PM
Podem encontrar mais informações em

http://comunicacaoclinica.blogspot.pt/

ou na pagina do facebook em www.facebook.com/comunicacaoclinica
Sara commented on 13-Jun-2014 03:58 PM
o livro está à venda nas livrarias bisturi, ou então através do email psimed@med.up.pt


Post a Comment




Captcha Image

Luís Monteiro


MGFamiliar ® - Saturday, September 21, 2013

“The Contribution of Family Medicine to Improving Health Systems: A guidebook from the World Organization of Family Doctors” de Michael Kidd

 

Sinopse: A segunda edição do livro “The Contribution of Family Medicine to Improving Health Systems: A guidebook from the World Organization of Family Doctors” foi publicada recentemente com a chancela da editora Radcliffe. Coordenado pelo Prof. Michael Kidd, actual presidente da World Organization of Family Doctors (WONCA) esta obra está dividida em sete capítulos: 1) Meeting people´s needs; 2) Improving health systems; 3) Family doctors in health systems; 4) Education and professional development; 5) Creating a supportive environment for optimal family practice; 6) Family Medicine in lower-and-upper-middle income countries; 7) “The African family physician”: development of family medicine in Africa in the twenty- first century. Ao longo das 265 páginas (excluindo anexos) os autores desenvolvem profusamente cada tema de forma estruturada. Este manual não é apenas dirigido aos médicos de família e à comunidade científica e académica que integram, mas também a todos os profissionais dos Cuidados de Saúde Primários e responsáveis pelo sistemas de saúde.

Comentário: Após a leitura desta obra organizei melhor alguns dos conceitos já adquiridos (nomeadamente sobre competências do médico de família e educação médica contínua) e aprendi muito no que diz respeito à diversidade da Medicina Familiar. Esta visão global, tendo em conta as diferenças e pontos em comum de países como a Dinamarca e Brasil, passando pela China e salientando as nações africanas constitui, na minha opinião, uma das mais-valias da obra. Tendo em conta a sua abrangência e fundamentação julgo que este livro pode contribuir para a estratégia de sucesso da Medicina Geral e Familiar.

Comments
Post has no comments.

Post a Comment




Captcha Image