Livros

Teresa Libório


MGFamiliar . - Monday, March 05, 2012

Leituras médicas: Método Estivill – "Um guia prático para os pais ensinarem os filhos a dormir" por Eduard Estivill, Publicações Dom Quixote, 2007

Curiosamente, nos últimos tempos, muitos têm sido os pais que nos põem, na consulta, o problema da falta de descanso na família provocada pelo filho que dorme mal.

Como costumo dizer, apesar do meu agnosticismo, tenho um “anjinho da guarda” muito meu amigo e assim um destes dias, encontrei na RTP 2, um menino doce, que há uns já “larguitos” anos observei uma noite, no serviço de urgência do Hospital de Cascais, a fazer uma entrevista a um senhor de que nunca ouvira falar. O “senhor”, pelo menos pareceu-me que será, é um colega nosso espanhol, que falava exactamente sobre o tema que me andava a preocupar particularmente, os “meus meninos que dormem mal”.

E como não há duas sem três, nem uma sem duas, no dia seguinte fiz uma primeira consulta a uma jovem mãe, nova na minha lista, com quem pude conversar calmamente, graças às minhas queridas, “também ajudantes”, internas de MGF, que tinha exactamente aquele problema com a sua filhota estando, de todo, em “burnout”, que me mostrou o livro do citado colega, que acabara de comprar.

Não resisti e também eu consegui que, um ”marido atento” e que adora comprar livros(!), rapidamente, me oferecesse o livrito de 84 páginas que se lê num ápice e, parece-me que, se seguido à risca (e faz-me sentido que o seja), poderá dar resultados.

Tentei falar com a minha paciente para saber novidades mas, não me atendeu!

 

 

Outras leituras: “Uma mãe de verdade” por Judith Michael Editora O Quinto Selo, 2008

De Judith Michael, pseudónimo de um casal americano, ela jornalista e ele engenheiro, é um romance de muito fácil leitura e que, aborda sentimentos e emoções contraditórios e complicados de gerir, vividos numa família.

Uma estudante de medicina abandona os estudos para acompanhar os seus dois irmãos mais novos, depois de o pai ter morrido e a mãe estar incapacitada. Além dos três existe outro irmão, um jovem adulto que se afastara, tempos antes, dos graves problemas familiares, sem dar qualquer explicação ou notícias durante muito tempo. Seguiu caminhos difíceis e erráticos, voltando após ter “batido no fundo”.

Depois de muitas peripécias envolvendo, nomeadamente, a disputa dos irmãos mais velhos em relação aos mais novos, ele desviando, ela amparando/reparando os malefícios provocados em dois adolescentes fragilizados, até que aconteceu o que, por difícil que seja, por vezes é a única solução: “...se alguém não dá valor nem ajuda a sua família a ser melhor ou mais feliz, na realidade se faz coisas que só tornam a família mais infeliz, será justo dizer-lhe que não pode continuar a fazer parte dela. As pessoas têm de trabalhar para serem bons membros de uma família e ganharem o respeito dos outros, a admiração e até mesmo o amor.”

Esta reflexão parece-me válida, em desespero de causa na família e, embora com sentimentos de outra ordem, também em muitas outras situações da vivência do ser humano na vida de relação, com tudo o que possa ter de doloroso...

Comments
Post has no comments.

Post a Comment




Captcha Image