A não perder

CHA2DS2-VASc na insuficiência cardíaca


MGFamiliar ® - Monday, July 18, 2016



Pergunta clínica: Em pacientes com insuficiência cardíaca (IC), com ou sem fibrilhação auricular (FA), será possível prever o risco de acidente vascular cerebral (AVC) isquémico, tromboembolismo e morte através do score CHA2DS2-VASc?

Enquadramento: A IC está associada a um risco aumentado de AVC e mortalidade (mortalidade de 45% a 60% em 5 anos). A estratificação de risco utilizando variáveis clínicas pode ajudar a identificar sub-grupos de baixo e alto risco de AVC e eventos tromboembólicos em doentes com IC. Escalas de risco clínico têm sido úteis como por exemplo nos pacientes com fibrilhação auricular, onde é utilizado o score CHA2DS2-VASc.

Desenho do estudo: Estudo coorte prospectivo (na Dinamarca) com 42987 pacientes com mais de 50 anos (21,9%, com FA) diagnosticados com IC durante 2000-2012. Foram excluídos os doentes medicados com antagonistas de vitamina K.

Resultados: Em pacientes com IC sem FA, os riscos de AVC isquémico, tromboembolismo e morte foram de 3,1% (n = 977), 9,9% (n = 3187), e 21,8% (n = 6956), respectivamente. O risco era maior com o aumento da pontuação CHA2DS2-VASc como segue, para os scores de 1 a 6, respectivamente:(1) AVC isquémico com FA concomitante: 4,5%, 3,7%, 3,2%, 4,3%, 5,6% e 8,4%; sem FA: 1,5%, 1,5%, 2,0%, 3,0%, 3,7%, e 7%, (2) todas as causas de morte em doentes com FA: 19,8%, 19,5%, 26,1%, 35,1%, 37,7% e 45,5%; sem FA: 7,6%, 8,3%, 17,8%, 25,6%, 27,9% e 35,0%.  Na pontuação CHA2DS2-VASc ≥4, o risco absoluto de tromboembolismo foi elevado independentemente da presença de FA (para uma pontuação de 4, 9,7% vs 8,2% para pacientes sem e com FA, respectivamente; p<0.001).

Conclusão: Em pacientes com IC com ou sem FA, o aumento do scroe CHA2DS2-VASc foi associado a um risco mais elevado de AVC isquémico, tromboembolismo e morte. O risco absoluto de complicações tromboembólicas foi maior entre os pacientes sem FA comparado com pacientes com FA em pontuações elevadas no CHA2DS2-VASc. Um score menor ou igual a 1, é bastante seguro a prever a ausência de AVC isquémico para os 12 meses seguintes.

Comentário: Não obstante os resultados apresentados neste estudo a precisão da previsão foi modesta pelo que ainda não está definido de forma clara o eventual benefício para o doente com IC do uso da escala CHA2DS2-VASc.

Artigo original: JAMA

Por Susana Silva, USF Locomotiva 




Comments
Post has no comments.

Post a Comment




Captcha Image


Recent Posts


Tags

 

Archive