A não perder

Estudo de base populacional: impacto da idade gestacional no desenvolvimento


MGFamiliar ® - Wednesday, November 11, 2015

Pergunta clínica: A idade gestacional, à data de nascimento, influencia o desenvolvimento infantil?

Enquadramento: Segundo alguns autores os nascimentos pré-termo (< 37 semanas) e pós-termo  (≥ 42 semanas) estão associados a pior desenvolvimento cognitivo infantil. Se a primeira associação ainda não está devidamente esclarecida, a segunda julga-se que esteja relacionada com o declínio funcional placentar.

Desenho do estudo: Estudo australiano de base populacional (n = 12 601) cujo objetivo foi avaliar a relação entre desenvolvimento cognitivo infantil e a idade gestacional ao nascimento. Apenas foram selecionadas crianças com idade gestacional (IG) ≥ 37 semanas ao nascimento. Foram estudadas 2 bases de dados perinatais. O desenvolvimento infantil foi aferido aos 5 anos de idade das crianças através do Australian Early Development Index (AEDI) que engloba 5 domínios: saúde física e bem estar, linguagem e competência cognitiva, maturidade emocional, competência social e comunicação e conhecimento geral. As crianças com resultados abaixo do P10 no AEDI foram consideradas como vulneráveis.

Resultados:. A percentagem de crianças consideradas vulneráveis em um ou mais domínios do AEDI com as seguintes IG ao nascimento 37, 38, 39, 40, 41, 42-45 semanas foram 24.8%, 22.3%, 20.6%, 20.0%, 20.4% e 24.2%, respectivamente. Ao comparar com crianças nascidas com 40 semanas de IG os riscos relativos ajustados, com 95% de intervalo de confiança, para a vulnerabilidade em pelo menos um domínio do AEDI foram: 1.13 (0.99-1.28) para 37 semanas, 1.05 (0.96-1.15) para 38 semanas, 1.02 (0.94-1.12) para 39 semanas, 1.00 (0.90-1.11) para 41 semanas e 1.20 (0.84-1.72) para 42-45 semanas.

Conclusão: Crianças que nasceram com 40-41 semanas de IG tiveram um risco inferior de vulnerabilidade ao nível do desenvolvimento cognitivo à entrada para o ensino básico.

Comentário: Este artigo reforça a importância do nascimento a termo dos recém-nascidos. Não obstante, os partos pré-termo e pós-termo, não devem ser considerados, isoladamente, como uma causa directa de problemas de desenvolvimento infantil. 


Artigo original:BJOG

Por Marta Pessoa, USF Buarcos







Comments
Post has no comments.

Post a Comment




Captcha Image


Recent Posts


Tags

 

Archive