A não perder

Exercício vs cirurgia após lesão do menisco


MGFamiliar ® - Monday, November 07, 2016





Pergunta clínica: A cirurgia artroscópica é melhor do que o tratamento através de exercício

para tratar os sintomas associados às ruturas meniscais degenerativas?

Enquadramento: O diagnóstico e avaliação das lesões meniscais inclui o exame físico e o exame imagiológico (ressonância magnética nuclear). A lesão meniscal mais frequente é a lesão do menisco interno ou medial. O questionário intitulado “Knee injury and Osteoarthritis Outcome Score” permite avaliar como o doente classifica a funcionalidade do joelho. As perguntas são simples e de rápida resposta. Inclui questões sobre sintomas; dor; rigidez; actividades da vida diária; actividades desportivas e de lazer e qualidade de vida.

Desenho do Estudo: Estudo randomizado, controlado e aberto (sem ocultação). Incluiu 140 utentes noruegueses entre os 35 e 60 anos de idade com sintomas de dor do joelho unilateral e com rutura degenerativa do menisco medial confirmada por ressonância magnética nuclear. A maioria (96%) não demonstrava alterações degenerativas radiográficas associadas a artrose. A dor tinha que estar presente pelo menos há 2 meses e sem história de traumatismo. Os utentes foram distribuídos aleatoriamente para receber prescrição de exercício 2 a 3 vezes por semana durante 3 meses ou para serem submetidos a meniscectomia artroscópica. No início e durante o seguimento, os doentes responderam ao questionário “Knee injury and Osteoarthritis Outcome Score”.

Resultados: A análise dos resultados demonstrou não haver diferença entre os dois grupos. Aproximadamente 1 em cada 5 (19%) dos utentes que receberam tratamento por exercício necessitaram cirurgia artroscópica sem se verificar qualquer benefício adicional.

Comentário: Os resultados deste estudo sugerem considerar a terapêutica através de exercício como uma solução válida e eficaz em alternativa à cirurgia artroscópica do joelho nesta tipologia de utentes. Será importante definir quais as patologias que beneficiam comprovadamente desta abordagem conservadora e quais os esquemas de exercício validados para o efeito.

Artigo original:BMJ

Por Bernardo Pessoa, USF Lauoré 




Comments
Post has no comments.

Post a Comment




Captcha Image


Recent Posts


Tags

 

Archive