A não perder

Lavagem nasal versus vapor de água na sinusite crónica


MGFamiliar ® - Sunday, January 29, 2017




Pergunta clínica: Em pacientes com sinusite crónica ou recorrente, a lavagem nasal com solução salina e/ou as inalações de vapor de água são estratégias eficazes?

Enquadramento: A sinusite crónica ou recorrente é um problema de saúde frequente, com impacto na qualidade de vida. A higienização da cavidade nasal é aconselhada para a melhoria dos sintomas e para a redução do uso de antibioterapia. A higienização pode ser feita através de lavagem nasal com solução salina ou com inalação de vapor de água. No entanto, permanecem dúvidas na literatura sobre a eficácia destes tratamentos. O presente estudo teve como objetivo avaliar a eficácia da lavagem nasal e da inalação de vapor de água em doentes com sinusite crónica ou recorrente.

Desenho do estudo: Estudo aleatorizado controlado e pragmático que envolveu 72 centros de saúde no Reino Unido. Foram incluídos 961 doentes com sinusite crónica ou recorrente, que reportaram sintomas nasais de uma forma moderada a grave. Os doentes foram alocados a quatro grupos: i) tratamento habitual; ii) lavagem diária com solução salina (iii) uso diário de vapor de água; iv) tratamento combinado, com as duas intervenções, lavagem e inalação. Relativamente à lavagem da cavidade nasal, foi entregue aos doentes um folheto informativo, e um link explicativo no youtube . Foi fornecido aos doentes um dispositivo próprio (SinuCleanse Neti Pot®) para uma irrigação de 150 ml de solução salina a 2% em cada narina, diariamente. Quanto ao grupo de doentes alocados à inalação com vapor de água, foi fornecido um folheto informativo, tendo como objectivo realizar inalações de vapor de água com duração de 5 minutos por dia. Os doentes foram avaliados antes da aleatorização, 3 e 6 meses após, com questionário para a quantificação dos sintomas –  Rhinosinusitis Disability Index (RSDI), que foi marcador (outcome) primário do estudo. Para além disso, foi avaliada, entre outros marcadores secundários, a utilização de antibióticos e o recurso à consulta médica.

Resultados: Aos 3 e aos 6 meses, o grupo de doentes submetido a lavagem diária com solução salina apresentou uma melhoria do RSDI. Não foram notadas diferenças na prescrição de antibióticos e no número de consultas médicas. Relativamente ao grupo alocado à utilização diária de vapor de água, não foram notadas diferenças quer no RSDI, quer nos diferentes resultados secundários.

Conclusão: nos doentes com rinossinusite crónica ou recorrente, a utilização da lavagem diária da cavidade nasal com solução salina a 2% melhorou os sintomas (embora de uma forma menos eficaz do que previamente reportado na literatura). Por outro lado, a inalação de vapor de água foi considerada ineficaz.

Comentário: O presente estudo, realizado com uma metodologia rigorosa e em doentes dos cuidados de saúde primários, demonstrou a importância da lavagem diária da cavidade nasal com solução salina a 2% em doentes com sinusite crónica ou recorrente, para melhoria dos sintomas. Assinala-se que os resultados foram alicerçados em práticas de educação para a saúde, em concreto breves explicações, utilização de folhetos e o recurso a uma página na internet, para melhorar a compreensão e a adesão do doente à terapêutica. Permanece por determinar o nível de acompanhamento necessário para aumentar a adesão à terapêutica e melhorar os sintomas quer no contexto da sinusite crónica, mas também da sinusite aguda.





Artigo original: CMAJ

Por Cláudia Basto, USF Araceti 




Comments
Post has no comments.

Post a Comment




Captcha Image


Recent Posts


Tags

 

Archive