A não perder

Pequeno aneurisma da aorta abdominal: que risco?


MGFamiliar ® - Sunday, December 06, 2015




Pergunta clínica: Nas pessoas em que se detecta a existência de um aneurisma da aorta abdominal de reduzida dimensão, qual o impacto desta lesão na morbi-mortalidade cardiovascular?

Enquadramento: Os aneurismas da aorta abdominal são maioritariamente assintomáticos até sofrerem uma ruptura, que se associa a um risco de morte de 75% a 90%. 

Desenho do estudo: Revisão sistemática. Critérios de inclusão: estudos que avaliaram a morbilidade e mortalidade cardiovascular em doentes com aneurisma da aorta abdominal entre 30-54 mm. Foi efetuada a revisão da prevalência de doença. Foram incluídos 21 artigos com critérios de qualidade, dos quais 10 reportaram índices de mortalidade cardiovascular em doentes com aneurisma da aorta abdominal.

Resultados: Em 2323 pacientes com aneurisma da aorta abdominal identificados, durante um período de 5 anos ocorreram 335 mortes de causa cardiovascular, das quais 37 foram devidas a ruptura do aneurisma. O risco de morte cardiovascular em doentes com aneurisma da aorta abdominal foi 3 em cada 100 doentes, por ano (IC 95%). Nestes doentes, também foi superior a prevalência de doença cardíaca isquémica (44.9%), enfarte agudo do miocárdio (26.8%), insuficiência cardíaca (4.4%) e acidente vascular cerebral (14%).

Conclusão: Os doentes com aneurisma da aorta abdominal apresentam maiores prevalências de co-morbilidades cardiovasculares e cérebro-vasculares. O risco de morte cardiovascular nestes doentes é significativo, aumentando 3% por cada ano após o diagnóstico. Estes doentes devem ser alvo de medidas para modificação do estilo de vida, devendo ser considerada a prevenção secundária.

Comentário: O rastreio do aneurisma da aorta abdominal é realizado nalguns países como, por exemplo, na Inglaterra. No entanto, embora o rastreio tenha diminuído as mortes relacionadas com ruptura do aneurisma, teve pouco impacto na redução da mortalidade global. Como 95% dos aneurismas da aorta abdominal diagnosticados são pequenos (diâmetro inferior a 55 mm), estes doentes devem ser alvo de medidas para modificação do estilo de vida e de prevenção secundária.

Artigo original: British Journal of Surgery

Por Célia Oliva, USF Além D´Ouro 





Comments
Post has no comments.

Post a Comment




Captcha Image


Recent Posts


Tags

 

Archive