Prescrição Racional

Ensaio clínico: isoflavonas de soja no tratamento da asma


MGFamiliar ® - Thursday, October 29, 2015



Pergunta clínica: Em doentes com asma mal controlada (não controlada ou apenas parcialmente controlada), a utilização de suplementos de isoflavonas de soja melhora o controlo da doença?

Enquadramento: A asma é uma doença inflamatória crónica das vias aéreas cuja expressão é determinada pela genética e factores ambientais desencadeantes. Os suplementos de isoflavonas de soja têm sido propostos como terapêutica no tratamento de várias patologias crónicas.

Desenho do estudo: Ensaio clínico multicêntrico, aleatorizado e duplamente cego, realizado entre Maio de 2010 e Agosto de 2012, em 19 centros médicos dos EUA (pediátricos e adultos). Foram incluídos doentes com idade superior a 12 anos, diagnóstico de asma, Volume expiratório forçado no 1º segundo (FEV1) ≥50% pré-broncodilatação, ausência de tabagismo nos 6 meses prévios e mau controlo da doença. Entre os critérios de exclusão, a salientar outra doença crónica que poderia influenciar os resultados, suplementação prévia com soja, gravidez ou amamentação. O marcador primário foi a variação no valor de FEV1, 24 semanas após o início do estudo, e o marcador secundário a avaliação da sintomatologia através do instrumento Asthma Control Test (ACT) entre outros. Outros marcadores incluíam o número de episódios de exacerbação e avaliação analítica de marcadores de inflamação pulmonar sistémica. Assim, num dos grupos, os participantes receberam suplementação com 100 mg de isoflavona de soja, enquanto que no outro grupo foi administrado placebo, ambos bi-diários. De um total de 1214 doentes, foram selecionados 386 indivíduos. A idade média foi de 36 anos, maioritariamente do sexo feminino, e 59% pertencentes a grupos étnicos minoritários. A maioria encontrava-se medicada com corticosteróide inalado/β2 agonista de longa ação. Os participantes apresentavam um valor médio de FEV1 de 82% e ACT 17

Resultados: Em relação ao marcador primário, ocorreu uma variação de FEV1 de 0.03L no grupo placebo e 0.01L no grupo da isoflavona de soja, o que não é estatisticamente significativo. Não ocorreu melhoria significativa entre os dois grupos, no que se refere a alterações no score ACT, episódios de exacerbação e avaliação de marcadores sistémicos.

Conclusão: Entre a população asmática mal controlada, pediátrica e adulta, não se verificou uma melhoria do controlo da doença, tanto a nível de função pulmonar como de sintomatologia clínica, após a utilização de suplementação rica em isoflavonas de soja.

Comentário: Uma das limitações deste estudo é o facto de ter decorrido durante cerca de 6 meses, o que poderá não ser suficiente para avaliar de forma adequada alguns dos marcadores propostos. Tendo em conta os dados actuais o uso suplementos de isoflavonas de soja no tratamento da asma não é recomendado na prática clínica. 

Artigo original:JAMA

Por  Pedro Pereira, USF Vale do Vez   




Comments
Post has no comments.

Post a Comment




Captcha Image


Recent Posts


Tags

 

Archive