Prescrição Racional

Artrite reumatoide: orientações clínicas


MGFamiliar ® - Sunday, August 07, 2016


Pergunta clínica: qual a abordagem mais eficaz e baseada na evidência para o tratamento dos pacientes com reumatoide?

Enquadramento: A artrite reumatoide é uma doença crónica, inflamatória, auto-imune que se caracteriza pela inflamação das articulações e que pode conduzir à destruição do tecido articular e periarticular. Existe também uma ampla variedade de alterações extra-articulares. Em Portugal estima-se que afete 0,8 a 1,5% da população.

Desenho do estudo: Revisão sistemática da evidência. Atualização das orientações clínicas (guidelines) do American College of Rheumatology para o tratamento da artrite reumatoide. No presente estudo foram avaliados diferentes fármacos utilizados na artrite reumatoide. As recomendações são definidas ou como fortes, quando o benefício da intervenção supera o risco, ou como condicionais quando existe alguma incerteza sobre a relação benefício/risco.

Resultados: O objectivo ideal deve ser a remissão ou uma baixa atividade da doença. A decisão do objectivo (“target”) deve ser determinada com base numa decisão partilhada com o doente. Recomenda-se a monoterapia com os medicamentos modificadores do curso da doença (se os doentes não foram tratados previamente com estes fármacos). O metotrexato deve ser a primeira escolhaSe o doente já está medicado com um medicamento modificador do curso da doença (com ou sem corticoterapia) e apresenta moderada ou elevada atividade de doença, deve ser adicionado um inibidor do fator de necrose tumoral ou outromedicament biológico modificador do curso da doença. Deve adicionar-se terapêutica com uma baixa dose glucocorticoide, caso não se controle a doença com as terapêuticas acima referidas. A guideline inclui recomendações em pacientes com comorbilidades de elevado risco. Se um doente estiver medicado com um medicamento biológico o uso de vacinas vivas deve ser evitado.

Comentário: O tratamento da artrite reumatoide tem evoluído muito rapidamente, verificando-se enormes avanços na terapêutica. Na prática clínica existia ainda uma grande heterogeneidade em relação aos objetivos e estratégias terapêuticas. Nestas orientações é reforçada a abordagem intitulada “treat to target”, que determina objetivos claros e aplicáveis na pratica clínica, à semelhança de programas já utilizados em outras áreas, como, por exemplo, na diabetes. O principal objectivo é a remissão em todos os doentes que pode ser uma realidade em particular na artrite reumatoide precoce. Tendo em conta que a guideline está disponível de forma livre e gratuita sugere-se a consulta das tabelas e fluxogramas que podem ser úteis na prática clínica.

Artigo original: Arthritis & Rheumatology

Por Teresa Barão, USF São João do Porto  




Comments
Post has no comments.

Post a Comment




Captcha Image


Recent Posts


Tags

 

Archive