A não perder

Algoritmo de 2 horas para exclusão ou confirmação de enfarte


MGFamiliar ® - Saturday, October 10, 2015




Pergunta clínica: É possível confirmar ou excluir o diagnóstico de Enfarte Agudo do Miocárdio (EAM) em 2 horas, através do uso da troponina cardíaca de alta sensibilidade?

Enquadramento: O EAM é a principal causa de morte súbita pelo que o diagnóstico e tratamento precoce são essenciais. O diagnóstico de EAM pressupõe elevação e descida de marcadores de necrose miocárdica e um dos seguintes critérios presentes: sintomas de isquemia aguda do miocárdio, alterações morfológicas do ECG “de novo”; aparecimento de ondas Q patológicas no ECG ou alterações “de novo” em testes de imagem.

Desenho do estudo: Estudo incluiu 1148 doentes que, na Suíça, deram entrada no serviço de urgência com suspeita de EAM (coorte de derivação). A troponina cardíaca de alta sensibilidade foi quantificada à entrada e após 2h. O algoritmo criado excluía a hipótese de EAM se nível máximo de troponina fosse inferior a 14 ng/L e se a variação absoluta ao longo de 2h fosse inferior a 4 ng/mL. O diagnóstico de EAM era confirmado se os níveis de troponina estivessem acima de 52 ng/L ou se a variação ao longo de 2h fosse superior a 9 ng/mL. Doentes que não estivessem em nenhuma destas categorias eram monitorizados. O diagnóstico final de EAM era posteriormente confirmado por dois cardiologistas independentes tendo em conta os dados clínicos recolhidos até 60 dias após o episódio. O algoritmo foi ainda validado e testado em 517 doentes que recorreram ao serviço de urgência hospitalar na Austrália (coorte de validação externa).

Resultados: O diagnóstico final de EAM foi confirmado em 16% dos doentes do estudo e em 9,1% dos casos incluídos na coorte de validação externa. O algoritmo aplicado aos doentes do estudo e à coorte de validação externa classificou, respectivamente como possível EAM 16% e 8%; excluiu 60% e 78% e colocou em observação 24% e 14%. Todos os doentes excluídos continuavam vivos 30 dias após o episódio. A sensibilidade do algoritmo foi de 96% e a especificidade 99%.

Conclusão: Na maioria dos doentes o algoritmo permitiu confirmar ou excluir de forma segura o diagnóstico de EAM em 2 horas, através do uso da troponina cardíaca de alta sensibilidade. Em apenas 20% dos casos houve necessidade de prolongar o período observação com estudo analítico posterior e seriado.

Comentário: Este algoritmo estudado e validado pode, no futuro, implicar a revisão das normas de actuação de emergência hospitalar. Enquanto essa eventual alteração do estado da arte não for validada e disponível parece ser sensato continuar a usar os critérios actuais. 

Artigo original:Am J Med

 Por Sheila Maugi, USF Almonda





Comments
Post has no comments.

Post a Comment




Captcha Image


Recent Posts


Tags

 

Archive