A não perder

Meias elásticas após TVP: que evidência?


MGFamiliar ® - Sunday, March 11, 2018




Pergunta clínica: Após um episódio de trombose venosa profunda do membro inferior, o uso de meias elásticas compressivas reduz a ocorrência de síndrome pós-trombótico, reduz a dor, a recorrência e a mortalidade?

Enquadramento: A recomendação do uso de meias elásticas compressivas após uma trombose venosa profunda do membro inferior é uma prática comum, com suporte em diversas normas internacionais. A utilização destas meias é frequentemente associada a queixas de dificuldade na colocação, desconforto e interferência nas actividades do dia-a-dia dos nossos doentes.

Desenho do estudo: Revisão sistemática com meta-análise. Foram pesquisados os ensaios clínicos randomizados desde 15 de Janeiro de 2015 que avaliavam a eficácia do uso de meias elásticas de compressão quanto à incidência de síndrome pós-trombótico, à recorrência de tromboembolismo venoso, à mortalidade e à presença de dor na fase aguda após uma trombose venosa profunda do membro inferior. Foi avaliado risco de viés e a qualidade da evidência dos estudos incluídos com recurso ao “Grading of Recommendations Assessment, Development and Evaluaton”.

Resultados: Cinco ensaios clínicos randomizados (n=1418 utentes) com referência ao síndrome pós-trombótico, em que o uso de meias de compressão conferiu um hazard ratio (HR) de 0.69 [intervalo de confiança a 95% (IC95%) 0.47-1.02]. Analisando o único estudo com baixo risco de viés, não foi encontrado nenhum benefício quanto à redução da incidência desta entidade (HR 1.00; IC95%, 0.81-1.24). Os estudos com análise da recorrência de tromboembolismo venoso (n=5) e da mortalidade (n=5) apontaram para a ausência de benefício com o uso das meias na prevenção de novos eventos [risco relativo (RR) 0.88; IC95%, 0.63-1.24] ou na redução da mortalidade (RR 1.00; IC95%, 0.73-1.37). Apenas um estudo avaliou a dor na fase aguda, sem evidência de efeito sobre a presença deste sintoma. Nos diversos estudos, apenas foram registados raros efeitos adversos pouco relevantes com o uso de meias de compressão elástica.

Comentário: De acordo com esta revisão sistemática e meta-análise, as meias elásticas compressivas não aliviam a dor, nem previnem a síndrome pós-trombótica, nem a recorrência em pacientes que tiveram trombose venosa profunda. Isto verificou-se sobretudo nos ensaios clínicos de melhor qualidade, embora estes sejam escassos e haja alguma heterogeneidade de resultados. AAté à confirmação por novos ensaios clínicos de boa qualidade destes resultados, as orientações clínicas futuras, deverão, pelo menos, considerar como incerto o benefício desta medida terapêutica nestes pacientes. 

Artigo original: Am J Med

Por Inês Teles. USF Flor de Sal





Comments
Post has no comments.

Post a Comment




Captcha Image


Recent Posts


Tags

 

Archive