A não perder

Guidelines: controlo da pressão arterial em adultos acima dos 60 anos


MGFamiliar ® - Sunday, July 02, 2017




Pergunta clínica: Nos doentes com 60 ou mais anos quando se deve iniciar o tratamento anti-hipertensor e quais são os valores alvo a atingir?

População: adultos com idade ≥ 60 anos

Intervenção: tratamento com anti-hipertensores

Comparação: valores alvo de pressão arterial sistólica  ≤140 mmHg vs <150 mmHg

Outcomes: mortalidade por todas as causas, morbilidade e mortalidade relacionadas com acidente vascular cerebral, eventos cardíacos major

Enquadramento: Uma gestão adequada da hipertensão arterial reduz o risco de complicações vasculares e morte. No entanto, a determinação dos valores alvo da pressão arterial particularmente para adultos a partir dos 60 anos, tem sido controversa.

Desenho do estudo: Orientação de prática clínica elaborada conjuntamente pela American College of Physicians e American Academy of Family Physicians baseada numa revisão sistemática de ensaios clínicos controlados e aleatorizados publicados até setembro de 2016 (bases de dados EMBASE, Cochrane, MEDLINE e ClinicalTrials). Foram estudados adultos hipertensos com ≥ 60 anos. As intervenções incluíram tratamento mais ou menos intensivo para atingir valores alvo de pressão arterial  inferiores (≤140 mmHg) vs superiores (<150 mmHg), respetivamente. Os outcomes avaliados incluíram mortalidade por todas as causas, morbilidade e mortalidade relacionadas com acidente vascular cerebral, eventos cardíacos major (enfarte do miocárdio fatal e não fatal e morte súbita cardíaca) e outros danos.

Resultados: Recomenda-se que seja iniciado tratamento em adultos ≥60 anos se pressão arterial sistólica ≥150 mmHg. Neste grupo a pressão arterial sistólica alvo é <150 mmHg para reduzir o risco de de acidente vascular cerebral, eventos cardíacos e morte (Recomendação forte, evidência de alta qualidade). Se o adulto com idade ≥60 anos tiver história de história de acidente vascular cerebral, acidente isquémico transitório ou se alto risco cardiovascular o tratamento deve ser iniciado se pressão arterial sistólica  ≥140 mmHg e o objetivo é atingir uma pressão arterial sistólica <140 mmHg, reduzindo-se o risco de acidente vascular cerebral recorrente (Recomendação fraca, evidência de qualidade moderada), não tendo sido encontrada evidência estatisticamente significativa para redução de eventos cardíacos ou mortalidade. A evidência atual não é suficiente para orientar o tratamento com base na pressão arterial diastólica. É recomendado que os clínicos estabeleçam os objetivos do tratamento através de decisão partilhada após informação ao doente sobre os benefícios e riscos das metas de pressão arterial. Sugere-se iniciar terapêutica somente após esta discussão.

Conclusão: Nos adultos com idade ≥ 60 anos recomenda-se iniciar tratamento farmacológico se pressão arterial sistólica ≥150 mmHg ou ≥140 mmHg em doentes com antecedente de acidente vascular cerebral, acidente isquémico transitório ou alto risco cardiovascular.

Comentário: As medidas não farmacológicas (perda de peso, atividade física e cuidados alimentares) devem sempre fazer parte do tratamento. Esta orientação apresenta evidência limitada para idosos frágeis e/ou com multimorbilidade, uma vez que foram excluídos da maioria dos ensaios clínicos. Apesar da robustez da revisão sistemática que deu origem a esta orientação da prática clínica, os objetivos da pressão arterial nos adultos ≥ 60 anos continuam a diferir entre as sociedades científicas, não havendo uniformidade nas orientações elaboradas até à data.

Artigo original: Ann Intern Med

Por Sandra Sá, USF Baltar




Comments
Post has no comments.

Post a Comment




Captcha Image


Recent Posts


Tags

 

Archive