Prescrição Racional

Prevenção de eventos macrovasculares em diabéticos: qual o melhor ARA?


MGFamiliar ® - Monday, September 02, 2013

Por Hugo Paiva, UCSP Mira

Pergunta clínica: Existe benefício na prevenção de eventos macrovasculares com a prescrição de telmisartan comparativamente a outros ARAs, em doentes diabéticos?

 

Desenho do estudo: Estudo coorte retrospetivo, de base populacional. Foram analisados 54186 doentes diabéticos com idade igual ou superior a 66 anos, que iniciaram tratamento com um antagonista dos recetores da angiotensina (candesartan, losartan, irbesartan, valsartan e telmisartan) comparando-se o risco de enfarte agudo do miocárdio, insuficiência cardíaca e acidente vascular cerebral nos doentes que iniciaram terapêutica com telmisartan (que além das suas propriedades anti-hipertensoras, também é um agonista parcial do PPARy) ou com qualquer outro ARA referido anteriormente, durante um período de 10 anos. O objetivo principal do estudo foi a avaliação das admissões hospitalares por eventos macrovasculares (EAM, insuficiência cardíaca e AVC); secundariamente determinou-se o período de tempo desde o inicio da terapêutica até à ocorrência de cada um desses eventos separadamente, assim como do período até à morte por qualquer causa.

 

Resultados: Do total de doentes incluídos no estudo (54186), 10940 (20,2%) foram medicados com candesartan, 12691 (23,4%) com irbesartan, 8411 (15,5%) com losartan, 8182 (15,1%) com telmisartan e 13962 (25,8%) com valsartan. Verificou-se que os doentes medicados com telmisartan e valsartan apresentaram um risco significativamente menor de admissão hospitalar por eventos macrovasculares, quando comparados com os restantes ARAs; secundariamente observou-se que a prescrição com telmisartan estava associada a menor risco de insuficiência cardíaca, embora não se tenha encontrado diferenças estatisticamente significativas em relação aos outros eventos entre as diferentes classes de ARAs.

 

Conclusão: Em doentes diabéticos, a medicação com telmisartan ou valsartan parece estar associada a menor risco de ocorrência de eventos macrovasculares e a menores taxas de admissão hospitalar por insuficiência cardíaca, quando comparada com outras classes de antagonistas dos receptores da angiotensina.

 

Comentário: Apesar de se tratar de um estudo com apenas 54186 indivíduos, as conclusões parecem apontar que em doentes diabéticos poderá ser preferível o uso de telmisartan ou valsartan de modo a reduzir a ocorrência de eventos cardiovasculares. O uso destas moléculas deve ser sempre ponderado tendo em conta a experiência clínica do médico culminando numa decisão partilhada. Obviamente são necessários estudos complementares para auxiliar o clínico no âmbito da prescrição racional.


Artigo original


Comments
Post has no comments.

Post a Comment




Captcha Image


Recent Posts


Tags

 

Archive