Prescrição Racional

Gabapentina e pregabalina ineficazes na lombalgia


MGFamiliar ® - Monday, May 06, 2019




Pergunta clínica: Será o uso dos anticonvulsivantes (p.ex. a gabapentina ou a pregabalina) eficaz no tratamento da lombalgia?

Enquadramento: O uso de anticonvulsivantes, como a gabapentina ou a pregabalina, para o tratamento da lombalgia tem aumentado consideravelmente nos últimos anos, apesar da pouca evidência cientifica que suporte o seu uso. Assim, o objetivo foi determinar a eficácia e tolerabilidade dos anticonvulsivantes no tratamento da lombalgia e lombalgia radicular comparada com placebo.

Desenho do estudo: Revisão sistemática e meta-análise de ensaios clínicos randomizados que incluíram a comparação entre os anticonvulsivantes e placebo em doentes com lombalgia não especifica, ciática ou claudicação neurogénica de qualquer duração. Outcomes: dor, incapacidade e efeitos adversos. O risco de viés foi avaliado usando a escala Psicotherapy Evidence Database (PEDro) e a qualidade de evidência foi avaliada usando a Grading of Recomendation Assement, Development and Evaluation (GRADE).

Resultados: Nove dos ensaios com 859 participantes compararam topiramato, gabapentina ou pregabalina com placebo. De um total de 15 comparações, em 14 foi possível concluir que os anticonvulsivantes não foram eficazes na redução da lombalgia ou lombalgia radicular. Por outro lado, verificou-se uma prevalência aumentada de efeitos adversos com o uso da gabapentinoides.

Comentário: As conclusões desta revisão sistemática com meta-análise são relevantes para a prática clínica tendo em consideração que a lombalgia é um problema prevalente na consulta de Medicina Geral e Familiar. Esta meta-análise permite concluir, com base em evidência científica de qualidade moderada a alta, que os anticonvulsivantes são ineficazes no tratamento da lombalgia, incluindo a lombalgia neuropática. E também permite com concluir com base em evidência de elevada qualidade que os gabapentinoides apresentam um risco aumentado de efeitos adversos.

Artigo original: CMAJ

Por Filipa Pimenta, USF Aquae Flaviae



Comments
Post has no comments.

Post a Comment




Captcha Image


Recent Posts


Tags

 

Archive