Médicos portugueses pelo mundo

Ana Miguel @ Avranches


MGFamiliar ® - Thursday, May 17, 2018




Porque optaste ir trabalhar para França? E em que localidade / região de França?
Foi o país onde eu e o meu marido tivemos uma excelente proposta, na mesma semana, em cidades muito próximas (20 minutos). Ficámos a pensar que eram duas excelentes oportunidades a explorar... Estou em Avranches, na Normandia, região onde fica o belo monte Saint Michel e o mar da Mancha, que cada dia me surpreende com uma cor diferente.
O meu marido não é médico, por isso vou falar apenas da minha proposta: equipa de oftalmologistas como eu, equipamento do melhor que eu já vi, eficácia de organização do meu grupo, clínica reativa: que comprou material para me estimular a vir; e durante a minha atividade cirúrgica, sempre que precisei de algum material a renovar ou de novo material, obtive-o sem problemas no espaço de 1-2 meses... No hospital em Portugal seria 1-2 anos...

Há quanto tempo estás em França e pensas ficar por quanto tempo?
Estou há praticamente 4 anos e estou a pensar ficar... para sempre! Hahaha! :) Bom, na vida não devemos fazer planos a longo prazo, mas não temos razões a nível profissional que nos façam pensar voltar.

Quais os aspetos mais positivos desta tua experiência?
A emigração é uma experiência profunda que nos ensina muito, mesmo sobre nós próprios e a nossa capacidade de adaptação. Fora de Portugal e num ambiente totalmente novo, para mostrar o nosso valor contamos apenas com o nosso conhecimento, capacidades técnicas, tenacidade e personalidade. No meu caso, ensinou-me a dar mais valor a mim própria a nível pessoal e profissional. Foi muito mais fácil do que eu tinha previsto, mas tive a sorte de ter colegas extremamente corretos, acolhedores, que partilharam a sua casa e amigos connosco; enfim, fiz uma nova família graças a eles. 

E negativos?
Ficar longe da família é sem dúvida o ponto negativo e o único ponto que me faria repensar voltar. Felizmente existem aeroportos e aviões... :)

O que pensas do Sistema de Saúde francês?
Por muito que me custe admiti-lo, o sistema de saúde francês é bastante melhor do que o português. Muito! Tudo organizado, gestão interessante, cotações das consultas (preços) rigorosos e tabelados, acesso aos cuidados de saúde muito bom (mesmo existindo muito menos médicos per capita do que em Portugal). Os doentes são 100% reembolsados de quase todos os actos médicos que são feitos, sendo reembolsados quer escolham o sistema privado, quer hospitais públicos.
No entanto, parece haver (não me posso pronunciar mais porque trabalho num sistema privado) algumas falhas nos hospitais semelhantes ao sistema público português, que levam a perda de eficácia e custos acrescentados, acima de tudo por má gestão.

Da realidade que estás a vivenciar aí, o que gostarias de ver replicado em Portugal?
Gostaria que as vantagens do sistema de saúde francês (resposta anterior) fossem replicadas. Acesso (tendencialmente) universal mas com uma boa gestão de saúde (gestores que não ganham demasiado e a quem resultados concretos são exigidos poderá ajudar...). E ouvir os médicos - aqui os médicos ainda têm o poder de ser ouvidos pelo governo e ainda são respeitados pela população, coisa que em Portugal senti que se perdia um pouco...



Muito obrigado, Ana Miguel!


Comments
Post has no comments.

Post a Comment




Captcha Image