Bloqueio intracervical com lidocaína diminui dor associada à inserção de SIU

 

 

Pergunta clínica: O bloqueio intracervical com lidocaína diminui a dor associada à inserção de um sistema intrauterino (SIU) de libertação de levonorgestrel em mulheres nulíparas?

Enquadramento: Os SIUs são métodos contraceptivos altamente eficazes e seguros, apesar da sua utilização entre mulheres nulíparas ser ainda reduzida pelo medo de sentir dor durante a colocação. O bloqueio nervoso intracervical com lidocaína tem sido proposto como um método anestésico eficaz durante a inserção de SIUs.

População: mulheres nulíparas, 18-45 anos, sem utilização prévia de contraceptivo intrauterino
Intervenção: bloqueio intracervical com lidocaína 2% para colocação de SIU (52 mg levonorgestrel)
Comparação: injeção sem fármaco / nenhuma intervenção
Outcome: dor durante a introdução do SIU

Desenho do estudo: Estudo duplamente-cego e aleatorizado, realizado em 2 hospitais do Brasil. Foram selecionadas mulheres nulíparas com 18-45 anos que desejassem colocar SIU e nunca tivessem utilizado contracepção intrauterina. As mulheres foram aleatorizadas para um de três grupos: 1) injeção intracervical de 3,6mL de lidocaína a 2% em 4 pontos do colo uterino; 2) injeção simulada nos mesmos locais (sem administração de fármaco); 3) nenhuma intervenção. O outcome primário foi a dor aquando da inserção do SIU. Os outcomes secundários foram a dor à colocação da pinça de Pozzi, a facilidade de inserção (avaliada pelos profissionais) e ainda a experiência global durante o procedimento.

Resultados: Foram aleatorizadas um total de 302 mulheres para os três grupos. A dor reportada como severa foi menor no grupo que recebeu anestesia, quer na inserção do SIU (26,5% vs. 59,4% vs. 50,5%; P < .0001), quer na colocação da pinça (2% vs 30,2% vs 15,2%; P < .0001). Para o bloqueio intracervical evitar dor severa na inserção de SIU foi calculado um NNT= 4. O score médio de dor na colocação do SIU foi também inferior no grupo que recebeu bloqueio intracervical. As mulheres do grupo de intervenção relataram menos dor que o esperado (P < .0001) e mostraram maior predisposição para repetir o procedimento no futuro (P < .01). A facilidade de inserção do dispositivo e predisposição para recomendar SIU a outras mulheres não diferiram entre os grupos.

Conclusão: O bloqueio intracervical com 3,6mL de lidocaína 2% diminuiu a dor associada à colocação de SIU em nulíparas, proporcionando uma melhor experiência global.

Comentário: Apesar de os SIUs serem cada vez mais utilizados pelas mulheres em idade fértil, muitas ainda excluem esta opção por desconhecimento e medo da dor. É fundamental que a mulher seja adequadamente informada da segurança e eficácia destes dispositivos e possa ser oferecida a possibilidade de recorrer a uma anestesia eficaz e segura durante a sua colocação. Uma vez que a maioria das mulheres sente apenas uma dor ligeira aquando da inserção do SIU, a anestesia intracervical não deve ser realizada por rotina, mas encarada como uma opção.

Artigo original: Am J Obstet Gynecol

Por Mariana Mina, USF A Ribeirinha

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Por favor insira um endereço de email válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

A não perder
Menu