Recomendações sobre o uso apropriado de antibioterapia de curta duração em infeções comuns


 

Best Practice Advices, um conjunto de orientações clínicas muito práticas elaboradas pelo American College of Physicians.  E, neste caso, são 4 recomendações sobre o uso apropriado de antibioterapia de curta duração em infecções comuns. Ora vejamos, resumidamente:

Best Practice Advice 1

Os médicos devem limitar a duração do tratamento com antibióticos a 5 dias ao tratar exacerbações de DPOC com sinais clínicos de infecção bacteriana como  p. ex. purulência da expectoração e aumento da expectoração.

Best Practice Advice 2

Na pneumonia adquirida na comunidade, a antibioterapia deve durar no mínimo 5 dias. A extensão da terapia após 5 dias de antibiótico deve ser ponderada conforme a evolução clínica.

Best Practice Advice 3

Em mulheres com ITU não complicada, a antibioterapia de curta duração poderá ser de 5 dias com a nitrofurantoína , 3 dias se o antibiótico for o cotrimoxazol ou uma dose única se se optar pela fosfomicina.

Best Practice Advice 4

Em pacientes com celulite não purulenta, poderão ser considerados tratamentos de 5 a 6 dias de antibióticos ativos contra estreptococos, sobretudo em pacientes bem capacitados para se auto-monitorizar  ou então com um acompanhamento próximo pelo seu médico de família. 

Artigo original: Annals Int Med

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Fill out this field
Fill out this field
Please enter a valid email address.
You need to agree with the terms to proceed

Editorialblog
Menu