Risco de recorrência de tromboembolismo após a descontinuação do anticoagulante

 

 

Pergunta clínica: Nos doentes que tiveram um evento tromboembólico, qual a probabilidade de um novo evento troboembólico após a suspensão da anticoagulação?

Desenho do estudo: Revisão sistemática com meta-análise.

Resultados: foram incluídos 18 estudos (ensaios clínicos randomizados e estudos coorte) com seguimento prospectivo de pacientes após um primeiro episódio de tromboembolismo venoso idiopático. O tratamento teve a duração de pelo menos 3 meses e seguimento durante pelo menos 9 meses, num total de 7515 pacientes. Ao longo do primeiro ano após descontinuação da anticoagulação, 10.3% dos pacientes tiveram um novo tromboembolismo venoso, 6.2% tiveram uma trombose venosa profunda e 3.3% uma embolia pulmonar. Ao final de 10 anos a incidência cumulativa de tromboembolismo venoso foi de 36.1%, a de trombose venosa profunda foi de 25.1% e a de embolia pulmonar foi de 11.2%, com 4% dos eventos a culminar em morte. Atendendo a que em apenas 3 estudos se realizou follow-up de 10 anos, num total de 1975 pacientes com alguns abandonos, o intervalo de confiança para estes valores é grande, pelo que a estimativa pode conter alguma inexatidão. Verificou-se heterogeneidade significativa entre os estudos que não foi passível de ser explicada pelo local de tromboembolismo venoso, sexo ou uso de aspirina pós-anticoagulação.

Comentário: De acordo com esta meta-análise, 1 em cada 10 pacientes terá um segundo episódio de tromboembolismo nos 12 meses seguintes à interrupção do tratamento anticoagulante e 4 em cada 10 pacientes terá um segundo episódio de tromboembolismo nos 10 anos seguintes. A evidência obtida nesta meta-análise pode contribuir para a revisão dos protocolos de seguimento destes pacientes.

Artigo original: BMJ

Por Cláudia Bessa, USF Lusitana

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Por favor insira um endereço de email válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Prescrição Racional
Menu