A testosterona não melhora a eficácia do sildenafil

Por Ricardo Rocha, UCSP Moimenta da Beira 

Pergunta clínica: A suplementação de testosterona melhora a resposta ao sildenafil em homens com disfunção erétil e níveis baixos de testosterona?

Desenho do estudo: Ensaio clínico aleatorizado e controlado, com dupla-ocultação. Foram incluídos no estudo 140 homens, entre os 40 e 70 anos de idade, com disfunção erétil  [pontuação no Índice Internacional de Função Eréctil (IIFE)  ≤ 25 ] e com testosterona total <11.45 nmol/L (330 ng/dL) ou testosterona livre < 73.35 pmol/L (50 pg/mL). Após optimização da dose de sildenafil, os participantes foram distribuídos aleatoriamente, e durante 14 semanas, por 2 grupos:  em 70 homens foi administrado diariamente um gel de testosterona a 1% e à restante metade um gel placebo. A medicação com sildenafil, isoladamente, esteve associada a uma melhoria na pontuação no IIFE nos 2 grupos. No entanto, a diferença entre o grupo placebo e o grupo que recebeu testosterona não foi estatisticamente significativa (p = 0.150). A testosterona não afetou a frequência dos encontros sexuais, percentagem de relações sexuais, desejo sexual, qualidade de vida ou de intimidade conjugal.

Comentário: Este estudo concluiu que não existe vantagem em adicionar testosterona à administração de sildenafil no tratamento da disfunção erétil (DE). É certo que os autores não determinaram se a reposição de testosterona por si só é tão eficaz como o sildenafil para o tratamento da DE, o que pode servir para abrir portas para novos estudos nesta matéria

Artigo original

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Fill out this field
Fill out this field
Please enter a valid email address.
You need to agree with the terms to proceed

Prescrição Racional
Menu