Dupla anti-agregação plaquetária após a colocação de stent: curto ou longo?

Por Ana Raquel Cunha, USF Bracara Augusta

Pergunta Clínica: Na dupla anti-agregação plaquetária, após a colocação de stent coronário, é mais eficaz o tratamento com clopidogrel durante 6 ou 24 meses?

Resumo: Foi recentemente publicado na revista Circulation, o artigo “Short- Versus Long-term Duration of Dual Antiplatelet Therapy After Coronary Stenting: A Randomized Multicentre Trial”.

Este artigo de investigação original, pretendeu avaliar a duração ideal da dupla anti-agregação plaquetária após colocação de stent coronário, tendo em conta os seus riscos/benefícios.

Neste estudo participaram 2013 doentes, que aleatoriamente, mas numa proporção equilibrada, receberam 4 tipos de stent: 3 tipos de stent metálico com medicamento, e 1 tipo de stent metálico convencional, sem medicamento. Posteriormente os doentes receberam aleatoriamente, 6 ou 24 meses de clopidogrel, juntamente com aspirina. Os doentes tinham em média 68 anos, 25% eram diabéticos e tinham sido submetidos em média à colocação de 1 stent. O outcome primário do estudo foi a morte por qualquer causa, EAM não-fatal ou AVC.

Após 2 anos, o risco cumulativo do outcome primário, foi 10,1% para 24 meses de dupla anti-agregação plaquetária, versus 10,0% para 6 meses do mesmo tratamento. O risco individual de morte, EAM, AVC ou trombose do stent, não variaram entre os grupos. No entanto, o grupo de 24 meses de tratamento apresentou um maior risco de hemorragia.

Conclusão: É frequente encontrarmos doentes a fazer dupla anti-agregação plaquetária após colocação de stent durante vários anos. Contudo, este estudo mostra que 24 meses de dupla antiagregação plaquetária com clopidogrel, após introdução de stent coronário, não é mais eficaz que 6 meses deste mesmo tratamento.

É por isso importante, que nos certifiquemos em primeira instância, que os nossos doentes façam o tratamento eficaz, apenas o tempo necessário com os benefícios comprovados.

Esta questão de elevado impacto económico, é mais um passo para uma medicina mais atualizada, menos dispendiosa e também menos prejudicial para os doentes.

Artigo Original

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Fill out this field
Fill out this field
Please enter a valid email address.
You need to agree with the terms to proceed

Prescrição Racional
Menu