Medicamentos para a perda de peso: NNT’s & NND’s

 

 

Pergunta clínica: Em adultos obesos ou com excesso de peso, qual a medicação mais eficaz e segura para reduzir o peso e melhorar a qualidade de vida?

Desenho do estudo: Revisão sistemática e meta-análise em rede. Foram pesquisados nas bases de dados Pubmed, EMBASE, CENTRAL e ClinicalTrials.gov ensaios clínicos aleatorizados de vários medicamentos que promovessem a perda de peso em adultos obesos ou com excesso de peso. O estudo foi registado na PROSPERO. Os ensaios incluídos tinham de comparar os fármacos com a modificação de estilo de vida, com ou sem placebo, relatar dados relacionados com perda de peso e qualidade de vida, mas não tinham de incluir pessoas com comorbilidades, nem reportar outros resultados de saúde como por exemplo, sintomas gastrointestinais, imagem corporal, alterações na pressão arterial ou alterações nos parâmetros laboratoriais como hemoglobina glicada e ficha lipídica.. A selecção de estudos, extracção de dados e avaliação do risco de viés foram efectuados de forma independente por equipas de revisores e as divergências resolvidas por discussão e, se necessário, por terceira pessoa. Para proceder ao sumário da evidência, prosseguiu-se para meta-análise em rede.

Resultados: Foram incluídos 143 ensaios clínicos com 49.810 participantes, dos quais 75% mulheres. A duração média dos ensaios foi de 24 semanas. Os autores identificaram um alto risco de viés devido a desvios de protocolo e dados de resultados ausentes, ainda assim decidiram prosseguir para meta-análise em rede. Os autores reportaram uma heterogeneidade significativa nos dados. A fentermina-topiramato foi o medicamento mais eficaz para alcançar pelo menos 5% de perda de peso (odds ratio [OR] = 8.02; 95% CI 5.24 – 12.27), seguido dos agonistas do recetor GLP-1 (OR = 6.33; 5 – 8), seguindo os resultados a mesma ordem para a perda de pelo menos 10% de peso. A maioria dos medicamentos teve uma taxa de descontinuação significativa devido a eventos adversos: naltrexona-bupropion (OR = 2,69; 2.11 – 3.43), fentermina-topiramato (OR = 2,40; 1.69 – 3.42), agonistas do recetor GLP-1 (OR = 2,17; 1,71 – 2,77) e orlistato (OR = 1,72; 1,44 – 2,05). Os indicadores de qualidade de vida foram melhores na fentermina-topiramato (diferença de médias padronizada [SMD] 0,42), seguido pela naltrexona-bupropion (SMD 0.36) e agonistas do recetor GLP-1 (SMD 0.29). Em comparação com a modificação do estilo de vida, os medicamentos levaram a uma diminuição do valor da hemoglobina glicada e dos níveis lipídicos, mas não da pressão arterial sistólica. Não foram reportados marcadores orientados para o paciente como mortalidade ou eventos cardiovasculares.

Comentário: A todos nós é familiar aquele utente que entra na consulta a pedir o “remédio milagroso” para perder peso. A sociedade actual vive a correr e exige resultados rápidos, fáceis e com a menor alteração possível do dia-a-dia. Como observado anteriormente, vários medicamentos são mais eficazes na perda de peso a curto prazo quando comparados com a modificação do estilo de vida. Contudo, não é claro que a perda de peso através de medicação resulte em menos eventos adversos no global. Resta a dúvida: estaremos a ajudar os nossos utentes recomendando e prescrevendo estes medicamentos para a perda de peso? Será o caminho mais fácil e rápido o mais saudável a médio e longo prazo?

Agente Número necessário tratar para alcançar pelo menos 5% de perda de peso Número necessário tratar para alcançar pelo menos 10% de perda de peso Número necessário tratar para prejudicar e levar à descontinuação do medicamento
Fentermina-topiramato 3 3 17
Agonistas do recetor de GLP-1 3 3 20
Naltrexona-bupropion 3 4 14
Pramlintida NSD NSD NSD
Inibidores SGLT2 5 NSD NSD
Orlistate 5 9 31
Metformina 6 NSD NSD

*NSD: sem significado estatístico

Artigo original: Lancet

Por Daniela Macedo Gomes, USF Serra da Lousã

3 Comentários. Deixe novo

Carlos Martins
23 de Maio, 2022 16:15

Não, não está, Mónica. Muito obrigado 🙂

Mónica Granja
22 de Maio, 2022 12:28

tópico mt importante, parabéns. a fentermina-topiramato está comercializada em Portugal?

Ótima partilha. Tema muito interessante. Obrigado

Prescrição Racional
Menu